segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Centro(s) da Europa: breve introdução

As minhas férias "grandes" (duas semanas) este ano foram em Novembro. Com base em Bruxelas, de comboio ou de carro andei a passear naquela zona da Europa onde tudo fica perto de tudo.
Os centros históricos das cidades vêem-se em poucas horas: há habitualmente uma praça central cheia de cafés e restaurantes onde se pode comer qualquer coisa a meio do dia, uma ou duas catedrais góticas imperdíveis, um traçado de ruas cheias de arquitectura interessante, e eventualmente canais que apetece cruzar.
Se se quiser ver museus, aí é preciso contar com mais tempo, mesmo que, como eu, se esteja habituado a passar por obras-primas em passo acelerado porque a companhia e o cão estão à espera lá fora...
Se tivermos sorte, haverá qualquer coisa especial que nos fará mais tarde recordar em particular uma cidade ou outra; se não, toda aquela beleza se confundirá numa Europa amável e sedutora.

Em breve, os primeiros episódios.

4 comentários:

luisa disse...

Aguardo, para acompanhar em diferido. :)

Fanático_Um disse...

I look forward to reading them....

Mário Gonçalves disse...

Já sei que vou gostar, Gi, Europa profunda é onde me sinto bem :)

Gi disse...

Luisa, Fanatico_Um, Mário, espero que vos agradem :-)