domingo, 17 de agosto de 2014

Há um outro Algarve...

... na Costa Vicentina.

(Ponta da Atalaia, Agosto 2014)


Tem até vestígios de ocupação islâmica:

(Ribat da Arrifana, Agosto 2014)


As praias são atlânticas. Ah pois.

(Praia da Amoreira, Agosto 2014)

12 comentários:

Mário Gonçalves disse...

E bem bonito, Gi. Há muitos anos, anos 70-80, frequentei essa costa, de Odeceixe para sul - Arrifana, Monte Clérigo - e Silves, de que gostava muito, embora as praias sejam terrivelmente ventosas e bravias de mar. Com o tempo, tornou-se longínquo de mais (só de carro...).

Imagino que ainda por ali haja belos refúgios para escapar ao barulho, ao lixo e à multidão.

Catarina disse...

Já dei uma volta pela costa vicentina. Linda!

A que lixo se estará a referir o comentador anterior? : )

Mário Gonçalves disse...

Ao que se costuma acumular nas praias urbanas e arredores durante a época balnear, sobretudo quando há bares por perto.

Será que o Algarve está isento ?

luisa disse...

Um Algarve que muitos estão a descobrir. :)

Virginia disse...


Nunca deixo de ir à costa vicentina....há mais de 40 anos...conheço todas as praias ou quase. No ano passado estive no Castelejo, Cordoama e Barriga ( a que um meu amigo chama de Santíssima Trindade) e na Carrapateira, que é mesmo maravilhosa.
As três primeiras não são nada ventosas pois têm uma falésia enorme e negra ( de xisto) que corta o vento. O cheiro e a neblina são inconfundíveis. Não há casas, apenas um bar restaurante de praia que é excelente.

Costumo dizer: Enquanto Castelejo existir, eu sobrevivo.

No meu blogie já falei destas praias....

Gi disse...

E Silves, Mário?

Quanto ao lixo, nas praias da mourama não se vê muito, há muitos recipientes e as pessoas usam-nos. Nas ruas dos nares não sei.

Gi disse...

Catarina, é muito bonita, sim, muito selvagem e grandiosa.

Gi disse...

Luisa, e muitos já descobriram há muito tempo, nomeadamente o pessoal do surf ;-)

Gi disse...

Virginia, eu sou do sul, praias de águas frias acho bonitas mas não me satisfazem ;-)

Virginia disse...

Gi eu su lisboeta e costumo para a Luz. Hoje tomei um dos melhores banhos da temporada ( incluindo os da Luz em Junho) aqui na praia de Ofoir, com água a 18º. Estava simplesmente divinal e saí de lá como que revigorada. Não há praias com estas. Para quente, vai-se para a piscina ;-)

Gi disse...

Virginia, eu nasci no Funchal... Para mim, temperatura do mar abaixo de 21º é ártica ;-)

Mário Gonçalves disse...

Silves era o 'poiso' urbano onde pernoitava. Na altura, não havia alojamento perto das praias vicentinas do Atlântico.

O vento soprou sempre, mesmo no Castelejo, de que nao gostei por causa do negrume (e era terra de ninguém, onde se chegava por um maus estradão cheio de buracos).

A paisagem, sim, fabulosa !