sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Berlim tem a Waldbühne...

... e Albufeira tem a marina. Os ensaios começam pela hora do almoço e os eventos vão até à meia-noite, com licença camarária para os decibéis que quiserem.


Mas porque não vou eu de férias em Agosto?

9 comentários:

Mário Gonçalves disse...

Que inferno, Gi. Era multa, e das valentes.

Aqui na minha praiazita de Salgueiros, de água muuuito fria, tem estado anormalmente sossegado. Este Agosto, não há vendedores nem carros de megafone, nem com o hifi pumba-pumba no máximo, nem bares com tecno e hip-hop a ensurdecer, nem garrafas e gelados no chão pela manhã.

Espantosamente, ouvem-se as ondas do mar. E também inglês, alemão, espanhol e línguas de leste.
Os tugas terão ido todos para o Algarve ?

Gi disse...

Sim, Mário, vieram todos. Também há espanhóis e franceses, além dos ingleses.
Albufeira, no dizer do guarda da GNR a quem me queixei do barulho, está transformada numa enorme taberna ao ar livre.
Eles bebem e fazem barulho e eu é que fico com a dor de cabeça.

A água aqui também está gelada. Nem ela redime este Verão.

Paulo disse...

Jesus Christ! Deve ser de ensandecer.
E isso é para durar quanto tempo?

Gi disse...

Paulo, disseram-me que é só hoje. Nem quero admitir que não seja.
Vai haver mais animações mas noutras zonas da cidade, espero que não me chegue a casa tanto barulho.

Virginia disse...

Agosto é um mês desgraçado no Algarve. Gosto mais de ir em Junho ( já posso!).

Em Ofir onde vou passar a próxima semana, é o sossego total. Do quarto do hotel vêem-se e ouvem-se as ondas....

Detesto música em tudo o que seja bar, piscina ou jardim....

Albufeira já era um horro em 1964 quando fomos para lá em família e acabámos por mudar para Sagres, pois o meu Pai detestou tudo!!!

Boas férias!

luisa disse...

O prazer de uns é o incómodo de outros. :( E a sina dos algarvios é, por um lado, desejar que venham sempre muitos tugas, ingleses, franceses e etc. e, por outro, que agosto acabe depressa. :)

Gi disse...

Virginia, tem toda a razão em vir para o Algarve sem ser em Agosto: é tudo mais calmo, incluindo os algarvios.
Infelizmente este ano Junho e Julho foram meses de clima muito instável.

Não conheci Albufeira em 64, mas a ideia que tenho é que nos anos sessenta, no Algarve, ainda não havia turismo de massas. Pelo contrário, imagino que o seu Pai tenha ficado incomodado com a combinação de muito calor com poucas infra-estruturas.
Estarei errada?

Gi disse...

Luisa, é assim mesmo sem tirar nem pôr.

(Mas pelo menos podiam fazer menos barulho, não?)

Virginia disse...


Houve varias circunstâncias e uma delas foi os apartamentos ficarem longe da praia e em cima do cemitério :). Mas o barulho da vila e o amontoado de gente na praia já era normal, mesmo em 64. Tínhamos ido para a Praia da Rocha uns anos antes e tínhamos adorado. Depois acabámos por comprar uma casa na Praia da Luz em 1965 e até hoje é o nosso refúgio. Fui para lá na 1ª quinzena de Junho e adorei. Há lugar em todo o lado, muitos ingleses, restaurantes com espaço, até massagens na praia....e tardes que nunca mais acabam!! Abraço.