terça-feira, 22 de setembro de 2015

Longe da multidão


Se o que se deseja para umas férias é o afastamento, ir a Nápoles pode parecer estranho: haverá na Europa maior barafunda, maior confusão de trânsito, mais magotes de turistas a desembarcar de cruzeiros, mais lixo nas ruas?

Talvez não. O certo é ter levado três horas - três - do hotel a Anacapri, outras tantas (ao fim de semana!) a Positano. E não ter escapado às notícias sobre as vagas de refugiados e "migrantes" em demanda da Europa central.

Et pourtant...

Do varanda do quarto do hotel, na colina de Posillipo, a vista era esta


e era tão bela, tão serena, tão longe da multidão, tão a pedir fotos e mais fotos e horas esquecidas a admirá-la, que era mesmo o que se pedia a deus.




(Napoli, Setembro 2015)

3 comentários:

Mário Gonçalves disse...


Quase me faz inveja, Gi. Não pude ver o mar, desta vez...

A costa a sul de Nápoles deve ser um sonho, já desisti de lá ir mas espero salivando pelas reportagens aqui no Garden. Começa em beleza, a vista do hotel vale um pote de ouro.

Fanático_Um disse...

Lindas as fotografias! Que diversidade e qual delas a mais cativante... Divirta-se Gi, descanse e vá contando as experiências.

Catarina disse...

Uma vista fabulosa.