domingo, 3 de novembro de 2013

Portugal em Veneza

Assumo que quando vou para fora não quero saber do que cá fica: não quero comer em restaurantes portugueses nem ouvir música portuguesa (ouviria de boa vontade a Maria João Pires, a cujos concertos aqui nunca consigo assistir) nem comentar política portuguesa nem ver arte contemporânea portuguesa.

Dito isto, acho simpático ver referências positivas a Portugal. Assim, em Veneza, ainda no vaporetto entre o aeroporto e a cidade, deparar-me com o pavilhão português da Bienale:


ou, a encher a Piazza San Marco, este anúncio:

(Venezia, Outubro 2013)

o qual seria mais interessante se não existisse aquele primeiro ponto no texto.

4 comentários:

Catarina disse...

Tenho saudades de Veneza!

Gi disse...

Desta vez também fiquei com vontade de voltar, Catarina: ficou tanto por ver!

Gi disse...

Desta vez também fiquei com vontade de voltar, Catarina: ficou tanto por ver!

Mário Gonçalves disse...

Veneza deixa sempre saudades. É cidade-berço.