domingo, 28 de setembro de 2008

Mais Verão?

Outra notícia do Público:

Especialistas estimam que Verão será de seis meses daqui a 50 anos
28.09.2008
Lusa

Os amantes do bom tempo vão bater palmas, mas as consequências não são de aplaudir. A Primavera em Portugal já tem mais dez dias e o Verão prepara-se para durar cinco ou seis meses daqui por 50 anos, alertam especialistas.

Alguém anda por aí de olhos fechados. Se esse Verão de seis meses for igual ao que tivemos este ano no Algarve (ou mesmo ao do ano passado) não vejo motivo para bater palmas.

Aliás o resto da notícia continua a fazer crer que os especialistas devem estar a falar de outro país.


A temperatura de conforto para ir à praia, que é de 21 ou 22 graus (...)

E eu a julgar que andava mais pelos 25 graus.

Recuando até 1931, verifica-se que os seis anos mais quentes até 2000 ocorreram nos últimos 12 anos do século XX, sendo 1997 o que registou mais calor.
A subida dos termómetros chega assim cada vez mais cedo. Começa a ser em Maio, e já não em Junho, que os veraneantes visitam a praia pela primeira vez no ano (...)

Há aqui uma grande confusão entre anos mais quentes e Verões mais quentes. De facto, a temperatura anual média pode ter subido, mas os Verões mais quentes de que me lembro foram há muito mais tempo: lembro-me da frescura do átrio do meu prédio, de ficar em casa durante a tarde com as persianas semi-fechadas, e lembro-me de a época de praia ser de Abril a Setembro com bom tempo ininterrupto.

Também na chuva se registam alterações, que os investigadores estimam agravar-se nas próximas décadas, prevendo-se que se concentre mais no Inverno e deixe de ser tão distribuída ao longo do ano.
(...)
O final do Inverno tem registado menos chuva, logo pode dizer-se que há uma antecipação da Primavera em uma ou duas semanas (...)


Pois. Este ano no Algarve começou a chover no primeiro dia da Primavera. Choveu vários dias todos os meses até Julho. O ano passado choveu torrencialmente em Agosto. Este ano chove torrencialmente em Setembro.

6 comentários:

Moura Aveirense disse...

:-) Amanhã e terça feira, tudo isso vai ser discutido na Universidade de Aveiro !

Paulo disse...

Não estaremos a ficar "tropicais"?

Fevereiro disse...

Gi,
Concordo que não condiz a bota com a perdigota, e não foi só no Algarve que não houve grande Verão.

Gi disse...

A que conclusões chegaram, Moura?

Paulo, para "tropicais" ainda faltam uns graus... sobretudo na água do mar ;-)

Pobre Fevereiro, a água esteve sempre gelada quando cá estiveste :-(

Moura Aveirense disse...

As discussões não trouxeram grandes novidades ao que já se sabia. Mas é interessante comparar a redução de emissões de gases de efeito de estufa nos países desenvolvidos (de modo a cumprir as metas de Kyoto) e comparar com o crescimento exponencial das emissões da China e da India. Trata-se de uma questão ética muito peculiar, como é que vamos dizer a esses países que, por exemplo, não podem utilizar o carro porque isso polui, enquanto aqui na Europa temos vivido à grande...

Gi disse...

Moura, talvez explicando-lhes que

#1: antes ignorávamos; agora que sabemos e eles sabem, nem nós nem eles podemos ignorar;
#2: eles são muuuuuitos e isso, de repente, faz diferença.

Não?