quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Epitáfio

No Bandeira ao Vento o JB fala-nos do epitáfio que Benjamin Franklin imaginou para si próprio.
Há cerca de dois meses o Samizdata perguntava aos seus leitores o que escolheriam como epitáfio.
Já há muito tempo sei exactamente o que quereria para mim; e o meu desejo, hoje em dia, é merecê-lo.

Vixit, dum vixit, bene.

P. Terentius Afer, Hecyra, Acto III;461

6 comentários:

Paulo disse...

Melhor é difícil de encontrar. Não espero vir a ter um epitáfio mas gostava de chegar ao fim e poder dizer isso de mim próprio.

Gi disse...

É isso, Paulo, não estou à espera que mo gravem numa lápide, mas gostava de no fim poder resumir assim a minha vida.

JB disse...

[sem palavras]

Gi disse...

Caro JB, isso não parece seu ;-)

JB disse...

[eu mortinho (no pun intended) de vontade de falar, mas fazendo pirraça]

Gi disse...

Fale, fale :-)