quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Impressões da Alemanha Parte VII

Há cerca de um ano notei a nova cara dos vidrões lisboetas, mas os recipientes de lixo berlinenses estão muito intelectuais:

(Berlin, Setembro 2012)

Que tal estes molhos de cebolas? Custam 6 euros, mas são quase irresistíveis:

(Weimar, Setembro 2012)

As cebolas vendiam-se numa mercearia normal, mas há mercadinhos de rua por todo o lado. Foi no entanto a primeira vez que vi uma rua ser vedada ao trânsito e ao estacionamento automóvel, com pré-aviso, para se fazer um mercadinho desses:

(Hamburg, Setembro 2012)

Outra coisa que nunca tinha visto, um desfibrilhador em plena rua:

(Koblenz, Setembro 2012)

Mas único, único, na minha experiência, foi este chuveiro (música acrescentada por mim):

(Hotel am Rothembaum, Hamburg, Setembro 2012)

7 comentários:

Mário disse...

O que eles inventam !

Assim criativos, não admira que sejam prósperos, não é ?

Paulo disse...

As cebolas são vendidas pelo produtor e "puro artesanato". É normal que custem um dinheirão :-)

(Também fiquei encantado com o duche psicadélico.)

Mário disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mário disse...

Gi,

sobre Hamburgo talvez lhe interesse este artigo

http://www.lefigaro.fr/voyages/2012/09/28/03007-20120928ARTFIG00666-hambourg-la-cite-salee.php

Gi disse...

Obrigada, Mário. Parece que o articulista não viu muito mais do que eu. Mas, repito, quando a nova Elbphilharmonie estiver pronta, espero lá voltar :-)

Helena disse...

Em Weimar faz-se um mercado da cebola em Outubro - mais de um milhão de visitantes num fim-de-semana. Esses enfeites de cebolas vendem-se então aos milhares. Não me parece que 6 euros seja muito dinheiro, tendo em conta que é uma espécie de ramo de flores secas.

Adoro os trocadilhos que a empresa de recolha do lixo põe nos caixotes e nos seus camiões, aqui em Berlim. Um dia destes faço uma recolha.

Agora, esse chuveiro! Esse chuveiro!
:)

Gi disse...

Faz a recolha, Helena, vale a pena, eu achei-os muito divertidos.

Este chuveiro, tenho de ver se descubro onde se compram.