segunda-feira, 14 de julho de 2008

Sex and the City

Vi ontem o filme Sex and the City. No Algarve a escolha é pobre: filmes de polícias à pancada, filmes de fantasmas ou extra-terrestres à pancada, e filmes de bichos animados à pancada. Mais um filme com um dos bonitões da série Anatomia de Grey com ciúmes de um dos bonitões da série Roma. E o Sex and the City.

Não sabia bem o que esperar, mas afinal é mais um episódio da série um bocadinho mais comprido, com a Carrie a casar finalmente com o seu Mr. Big. As ruas de Nova Iorque, a cena de Nova Iorque, muitos clichés e algumas graças com graça. Diverti-me e, coração mole, até me enterneci uma ou duas vezes.


Os anos que passaram entretanto e o grande écran não foram amáveis para Sarah Jessica Parker ou Kim Cattrall, mas isso talvez as aproxime de nós, pobres mortais.

Importante, importante, é que acabei de descobrir que há
Manolos com saltos mais baixos. Assim, até posso comprar uns. Um dia destes. Talvez.

5 comentários:

Xantipa disse...

Tinhas de contar o fim? Tinhas de contar o fim? E eu a pensar que ela não casava... já não vou ver, pronto.
;)
Eu acho que nem para um Manolo de salto raso tenho dinheiro...
:)
Beijinho

Gi disse...

Tens razão! Devia ter escrito *spoiler* em grandes letras para não estragar a surpresa ;-)

Moura Aveirense disse...

Eu fiquei um bocadinho desiludida com o filme, confesso... pareceu-me muito mais superficial que a série. Coisas...

Fevereiro disse...

Olá Gi,
Por acaso já tinha ouvido dizer que elas estavam..enfim..mais velhas, e que isso se notava. Constatei isso no filme,especialmente a Carrie, achei-a com are desgastada..vai uma plástica (piada)?!
Beijinho.

Gi disse...

Moura, eu não vi muitos episódios da série (vi os que incluíam o Baryshnikov hehehe) e não achei grande diferença.

Fevereiro, uma cirurgia plástica para a Carrie, não digo que não :-)... O problema no filme é que com o cabelo puxado para trás ela não disfarça a cara comprida, o nariz e a verruga no queixo. Vê-se bem aqui.