quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Bath

A propósito de crescentes georgianos, Bath é um exemplo de arquitectura georgiana e de uma cidade planeada para ser harmoniosa, até ao ponto de ainda hoje todas as casas serem construídas no mesmo tipo de pedra.

Eu sei que no Algarve se tentou conseguir essa harmonia pintando as casas todas de branco, apesar de não ser essa a tradição local. Mas em Bath não há prédios de doze andares, nem colunazinhas e frontõezinhos pirosos, e até a cor das portas pode ser motivo de discussão camarária.

(The Circus, Bath, Novembro 2009)


(Royal Crescent, Bath, Novembro 2009)


(Victoria Park, Bath, Novembro 2009)


(Theatre Royal, Bath, Novembro 2009)


(Pulteney Bridge sobre o Avon, Bath, Novembro 2009)


11 comentários:

Mário disse...

Ah Gi, mas temos muuuuitas memórias em comum ...obrigado pela referência.

Mário

Joao Quaresma disse...

Um lindo país mas com um grande defeito: está cheio de brutânicos...

Joao Quaresma disse...

E já agora: belas fotos, sim senhora!

Gi disse...

Mário, :-)

JQ, eles são muito menos brutos lá do que no estrangeiro. E obrigada :-)

Paulo disse...

Que saudades de Bath. Só lá estive uma vez, há já muitos anos, e fiquei encantado com a arquitectura e o urbanismo. Em Edimburgo também vi crescentes georgianos muito semelhantes.

Gi disse...

Paulo, eu não vi a Edimburgo georgiana (a cidade nova, se não me engano) mas somente a parte medieval. Chovia desalmadamente em pleno Junho, e fiquei com a ideia de uma cidade escura.

Paulo disse...

Eu estive lá em Agosto (tinha uns 18 anos), fazia sol e a cidade era muito luminosa.

Paulo disse...

Suponho que já visitaste Lisboa em dia de chuva. Caso nunca o tenhas feito, convido-te para uma excursão.

Gi disse...

LOL, está bem.

Alvaro Santos Pereira disse...

Gi

Bath é sem dúvida uma cidade muito bonita, uma das mais bonitas da Inglaterra. O campo em redor é igualmente muito bonito, principalmente em Devon e em Cornwall. Já vivi em Exeter e adorava o "countryside" e um bom Devonshire Cream tea. Um must!

Alvaro

Gi disse...

Alvaro, eu também gosto muito do campo inglês, verdinho e bem tratado. Quanto ao Devonshire cream tea, apesar de não saber que se chamava assim, não deixei de tomar gulosamente :-)