sábado, 6 de março de 2010

Ribeira de Monchique

Quem diria, ao vê-la assim barrenta, que quando eu era miúda a roupa lá de casa era entregue a uma lavadeira e lavada nesta corrente?

(Monchique, Março 2010)

5 comentários:

pvnam disse...

Desaparecer por desaparecer... mais vale vender... do que desaparecer à borla!
{ser comido por parvo-à-Servia, por aqueles que estão numa corrida demográfica pelo controlo de novos territórios... não obrigado!}

---> Bye, bye Portugal, Espanha, França, etc...
---> É uma 'situação natural' - a História sempre foi assim: em virtude de migrações... a nova população não se revê na Identidade Nativa... e então... depois surgem novas identidades...
---> O Kosovo é uma 'situação natural' (leia-se, não é uma 'Identidade a Régua-e-Esquadro')... e... DESAPARECEU À BORLA! Analogamente, afectadas por uma nova população - que não se revê na Identidade Nativa - será uma 'situação natural' o desmantelamento de muitas Identidades que, por enquanto, ainda andam por aí...


---> A população nativa portuguesa está a definhar... e (só os parvos-à-Sérvia é que não vêem isso)... o país está condenado a desaparecer.
---> MAIS VALE VENDER O PAÍS, por exemplo, à China... do que... entregar o país à borla aos novos dominadores da demografia nesta região do planeta
[nota: os Russos venderam o Alasca aos Norte-Americanos, e agora fala-se da Grécia...]



ANEXO:
-> Uma pequena alternativa: antes que seja tarde demais, há que mobilizar, para um separatismo, aquela minoria de europeus que possui disponibilidade emocional para abraçar um projecto de Luta pela Sobrevivência...

Gi disse...

Pvnam, já lhe respondi mais abaixo.

Rachelet disse...

E eu, que em criança tomei banho no Trancão?

Nádia Jururu disse...

E agora já não manda lavar a roupa naquele sítio?

Gi disse...

Rachelet, nem consigo imaginar :-)

E a Nádia, mandaria?