segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Em volta do défice

Notícia do Diário de Notícias:

Teixeira dos Santos
"Previsões sobre défice falharam redondamente"
por Lusa Hoje
O ministro das Finanças refutou hoje qualquer 'engenharia' para esconder os números do défice e da dívida pública ao longo de 2009, explicando que o saldo se agravou em 3,5 mil milhões nos últimos dois meses do ano.(...)
Teixeira dos Santos considerou ainda que "as previsões falharam redondamente em todo o lado", mas não acredita que "houvesse o intuito de enganar fosse quem fosse".(...)

Outra notícia do DN:

Orçamento de Estado 2009
Défice subiu "por decisão do Governo, diz Sócrates
por Lusa Hoje
O primeiro-ministro considerou hoje que o aumento do défice para 9,3 por cento não resultou de "descontrolo" mas sim de uma decisão do Governo que está em linha com as principais economias mundiais.
(...)
"O défice orçamental português aumentou por uma boa razão, [aumentou] para responder à crise", vincou José Sócrates.
(...)


Notícia do i:

Imóveis
Estado vende ao Estado para conseguir receitas extraordinárias
por Ana Suspiro , Publicado em 01 de Fevereiro de 2010 | Actualizado há 8 horas
A alienação de imóveis é a grande fonte de receitas extraordinárias. Mas não são os privados a comprar, para "não inundar o mercado".
Em 2009, as vendas de património do Estado renderam 300 milhões de euros. Este tem sido um instrumento recorrente na obtenção das chamadas receitas extraordinárias. E 2010 não será excepção. A alienação de património público é a fatia de leão (mais de 400 milhões de euros) nas receitas extraordinárias previstas. Mas quem compra o património do Estado? O próprio Estado, reconhece o secretário de Estado do Tesouro e Finanças.
Carlos Costa Pina assume que praticamente toda a receita obtida no ano passado foi conseguida através da alienação de imóveis ao grupo Parpública, holding do próprio Estado.(...)

Há fruta ou chocolate. É só escolher, freguesia.

4 comentários:

Joao Quaresma disse...

Que saudades do Alves dos Reis. Ao menos esse tinha tinha categoria.

victor angelo disse...

Gi, O seu blog é muito interessante, feito com muito gosto e com uma elegância que aprecio. Parabéns. Cordialmente, VA

Gi disse...

Aldrabados por aldrabados, que o sejamos como deve ser, não é, JQ? :-)

Muito obrigada, Victor Angelo, volte sempre.

Joaquim disse...

Estas duas versões sobre o défice constituem a melhor anedota dos últimos tempos!
Tanta falta de classe....