sábado, 15 de maio de 2010

Rusalka

A ouvir no canal Mezzo esta versão do que conheci em criança como A Sereiazinha de Hans Christian Andersen, uma história encantadora, mágica e cruel.

Renée Flemming vai lindamente, e quem imaginaria uma ópera cuja protagonista tivesse de passar quase um acto inteiro em palco sem cantar?

3 comentários:

Paulo disse...

Renée Fleming parece ser a Rusalka perfeita.

Mário disse...

Bem, gostei da Fleming, mas com o devido respeito e vénia, IMHO, a encenação era de fugir.

Gi disse...

E acabei por não poder ver o terceiro acto :-(